Igreja Paroquial de Santa Cruz

A Igreja de Santa Cruz ergue-se desde tempos remotos na Praça a que emprestou o seu nome – Praça de Santa Cruz (Centro cívico da Vila quinhentista). É conhecida a sua existência desde 1487, ano da criação da Paróquia de Santa Cruz, sendo uma das ermidas anexas à Matriz de S. Lourenço de Alhos Vedros, do qual o Barreiro fazia parte.

Foi elevada a Igreja Matriz, após D. Manuel I, outorgar Carta de Foral à então Vila Nova do Barreiro, a 16 de Janeiro de 1521, subtraindo-a ao alfoz de Alhos Vedros ao qual pertencia.

O actual aspecto da Igreja, resulta dos arranjos efectuados entre 1835 e 1850 e, de reconstrução em 1877. A Igreja Matriz de Santa Cruz, foi encerrada ao culto em 1910, tendo sido profanada e parte do seu interior pilhado durante as convulsões, que se seguiram à implantação da República. Durante algum tempo o seu interior serviu, como palheiro, reabrindo no ano de 1929.

A frontaria espelha bem esta realidade, não revelando motivos artísticos de interesse. Ressalva para o símbolo da Cruz da Ordem de Santiago que está a sobrepujar o portal de entrada. Também numa das torres sineiras foi inserido um dos relógios, proveniente do extinto Convento da Madre de Deus da Verderena. No seu interior existe uma pia baptismal que provavelmente é da sua origem.

Igreja de Santa Cruz, Barreiro

Para saber mais, clique em Descrição